Primeiro aniversário

O tempo voa… E aqui estamos, completando o primeiro ano do blog. Há tantas maneiras de comemorar, mas nenhuma alcançaria a vastidão de minha felicidade por estar, há um ano, escrevendo quase diariamente, “sobre tudo e sobre nada”.

Embora seja uma marca muito modesta em termos de internet, fiquei felicíssima quando alcançamos 5.000 visitas, há algumas semanas atrás. Fico a acreditar que muitas pessoas têm lido o que escrevo. Sei que conto com a assiduidade de meus pais, alguns tios e colegas, que comentam aqui no blog, no Facebook, por email ou pessoalmente. Mas desconfio que algumas pessoas que não conheço pessoalmente já estiveram aqui e voltaram. Com esse incentivo, permaneço desejando escrever, sempre e mais.

Tenho consciência do amadorismo de minha iniciativa e é justamente ele que confere esse sabor de vitória que experimento hoje. O desafio que me impus, de publicar três vezes por semana, exigiu a superação diária dos obstáculos que desafiavam a minha criatividade. E não foram poucos, pois, além do tempo dedicado à minha filha, ao meu namorado, à minha família, ao trabalho, aos cuidados com a casa, inventamos de mudar de apartamento esse ano.

Enfrentamos, eu e minha filha, uma jornada épica, desde o primeiro contato com o corretor que anunciou nosso apartamento até a mudança para a casa nova. Ao todo foram quase seis meses, dos quais dois e meio passamos como hóspedes, “homelesses” que venderam a casa sem ter outra à vista. Tudo deu certo e, em meio às visitas diárias a apartamentos em oferta e, depois, às lojas de material de construção e decoração, conseguimos manter a regularidade das publicações.

Lembro que, em alguns dias, eu chegava à véspera da publicação sem a mínima ideia do que escreveria e, num sopro, começava  a digitar sem parar. As palavras, minhas amigas, jorravam de forma quase independente. No momento da revisão, tentando corrigir erros, permanecia em transe. Apenas no dia seguinte, ao liberar os comentários e reler o post, eu tomava plena consciência do resultado.

Durante o ano de 2012, publiquei, às quartas, textos de colaboradores. Em 2013, com exceção da participação de Rogério Grillo e Rita Mussi, as publicações passaram a ser de minha autoria exclusiva, sempre às terças, sextas e domingos. Continuo, porém, como sempre, disposta a publicar textos de outras pessoas, que assim desejem.

Deixei, também, de publicar a coluna culinária, que saía às sextas. Serei sincera: esgotaram-se as minhas receitas testadas. Se eu voltar à cozinha, voltarei a publicar; caso contrário, não vejo sentido na mera reprodução das receitas que nunca tentei fazer.

Muitas pessoas se reconheceram nas histórias contadas, mesmo que não tenham sido identificadas, o que foi sempre muito divertido para todos. Alguns textos provocaram maior volume de comentários, permitindo uma maior interação com e entre o público.

A proposta era essa: escrever por prazer. Escrever porque me faz feliz. Escrever é, antes de tudo, um ato de realização pessoal. Contudo, escrever e não publicar agora me parece sem sentido. Escrever e publicar é revelar-se. Nesse instante da publicação, sou a vedete do cabaré, atraindo, por minutos, a atenção para a minha graça e os meus defeitos. Despertando admiração e críticas. É a exibição da realidade, com imperfeições e méritos, que me atrai. E sob as luzes dessa ribalta estou há um ano.

Quando eu comecei a  escrever o blog, disse a meus amigos: “Devo me aposentar daqui a uns 12 anos. Quero começar a treinar o que quero fazer depois que deixar o trabalho. Quero escrever.” O blog tem sido meu hobby e meu treino para o futuro, esse desconhecido.

Não sei se foi inspirada em minha iniciativa, mas, de qualquer maneira, minha amiga Tatinha também já se prepara para a aposentadoria: começou a fazer aulas de cerâmica.

4 thoughts on “Primeiro aniversário

  1. Márcia,
    Parabéns pelo primeiro aniversário.
    A sua idéia de criar o blog se tornou muito gratificante para você e seus assíduos leitores.
    Continue, para o deleite dos seus leitores.
    Beijos,

  2. Márcia,

    Parabéns!
    Graças ao seu Blog comecei a me familiarizar com o computador. Imagine! Logo eu que detestava! Atualmente não passo um dia sem visitar o “amigo”. Tudo isso por causa do Blog de Márcia!
    Descobri que existe muita coisa boa para se ver na Internet.
    Mais uma vez, parabéns, continue escrevendo.
    Beijos.

  3. Márcia.
    Não tinha me dado conta que o seu blog já está fazendo um ano!. Parabéns!
    Foi muito feliz a sua ideia de criar um blog literário. É um passatempo muito saudável. Eu mesma , já criei o hábito ler os e-mails todos os dias a procura de suas crônicas.
    Sinceramente, estão cada vez melhores. Mais uma vez, parabéns!
    Abraços de Terezinha

  4. Marcia tenho lido sempre seu blog, e tenho a lhe dizer que você está de PARABÉNS sempre e tenho a lhe pedir que CONTINUE !
    Bjs
    Marilu Tourinho

Deixe uma resposta para Terezinha Maria Pinto da Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + três =