Adeus, 2016…

Como havia prometido a Luiz Goulart, fiz um levantamento de minhas leituras em 2016 e constatei que li, ao todo, 51 títulos (quase um por semana!), sendo 28 livros entre 1º de janeiro e 30 de junho e 23 títulos lidos entre 1º de julho e 29 de dezembro. O segundo semestre concentrou os meses com maior e menor números de leituras: agosto (8 livros) e novembro (1 livro). Dentre os 51 livros de 2016, haviam 24 romances, 10 biografias, 7 ensaios históricos/filosóficos e 10 livros de desenvolvimento pessoal. Alguns deles foram brevemente resenhados neste blog ao longo do ano, principalmente antes da minha parada, a partir de outubro.
Os autores mais lidos foram Amós Oz (três livros) e Mario Vargas Llosa (dois livros). Muitas das leituras foram sugestão de minha amiga Ana Carolina (seis livros). Experimentei, em 2016, a satisfação de desfrutar de alguns livros maravilhosos de autores estreantes: As doze tribos de Hattie e O bebê de Rosineyde, escritos por Ayana Mathis e Freitas Junior, respectivamente. Enfim, em um ano tão profícuo, apresentar destaques é uma árdua tarefa que não ouso enfrentar, ainda mais quando desejo afastar qualquer pretensão de postar-me como crítica ou leitora especialmente qualificada para essa empreitada. Prefiro apresentar os títulos (alguns com fotografias das capas), como dicas de leituras para ávidos leitores como eu:
1. Qual é a tua obra? – Mário Cortella
2. Em que acreditam os judeus? – Edward Kessler


3. Organize-se num minuto – Donna Smallin


4. A mágica da arrumação – Marie Kondo


5. A última noite de caça – Luiz Goulart
6. The Beatles – a história por trás de todas as canções – Steve Turner


7. O estilo de vida minimalista – Joshua Michael e Cibeli Hirsch
8. Vigiar e punir – Michel Foucault
9. Vida organizada – Thais Godinho
10. Um brinde a isso – Betty Halbreich


11. A pena e a espada – Edward Said


12. Como falar com um viúvo – Jonathan Tropper


13. Grace – a princesa de Mônaco – Jeffrey Robinson
14. Tigres em dia vermelho – Liza Klaussmann


15. Meu Michel – Amós Oz


16. As doze tribos de Hattie – Ayana Mathis


17. Travessuras da menina má – Mario Vargas Llosa


18. Madame Bovary – Gustave Flaubert


19. Eu sou Ozzy – Ozzy Osbourne


20. Pequena abelha – Chris Cleave


21. Não sou uma dessas – Lena Dunhan
22. Amazon – a loja de tudo – Brad Stone
23. O bebê de Rosineyde – Freitas Junior


24. E nós chegamos ao fim – Joshua Ferris


25. Holocausto – das origens do povo judeu ao genocídio nazista – Voltaire Schilling
26. É da minha conta – Flávia Padovese
27. O prazer de ficar em casa – Leticia Ferreira Braga


28. Férias – Marian Keyes


29. A caixa preta – Amós Oz
30. Eu sou a lenda – Richard Matheson


31. Elogio da madrasta – Mario Vargas Llosa


32. O senhor das moscas – William Golding


33. O estrangeiro – Albert Camus


34. Guia dos hábitos inteligentes – I. C. Robledo
35. A costureira de Dachau – Mary Chamberlain


36. Número zero – Umberto Eco


37. Pequenos terremotos – Jennifer Weiner


38. Clube da luta – Chuck Pahlaniuk


39. Como curar um fanático – Amós Oz


40. Chic (érrimo) – Gloria Kalil
41. Casa organizada o ano todo
42. Eu, robô – Isaac Asimov


43. A visita cruel do tempo – Jennifer Egan
44. O trem dos órfãos – Christina Baker Kline
45. Escola de equitação para moças – Anton Disclafani


46. Depois de Auschwitz – Eva Schloss
47. Minha vida até agora – Jane Fonda


48. O ano em que disse sim – Shonda Rhimes
49. Em casa com Madame Charme – Jennifer L. Scott
50. O castelo de vidro – Jeannette Walls
51. Babel – entre a incerteza e a esperança – Zygmunt Bauman e Ezio Mauro

E assim acabou 2016… A todos, desejo que 2017 seja um ano de muita paz, saúde, amor, prosperidade. E livros…

2 ideias sobre “Adeus, 2016…

  1. Olá Márcia!
    Para você e família, um Ano Novo de saúde, paz, amor,e muita paciência para ler.
    De toda a sua relação de livros, eu só li MADAME BOVARY, Assim mesmo há 5 décadas. Entretanto, tenho lido outros, como: quase toda a coleção de Augusto Cury, alguns de Paulo Coelho, e outros que leio e depois esqueço.
    Um abraço afetuoso da tia Terezinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 13 =