Comédias românticas

Adoro cinema. Tenho meus atores, atrizes, diretores favoritos. O meu filme predileto dentre todos é segredo compartilhado com minha filha e meu irmão caçula. E, como em relação a música, sou bastante eclética. Costumava dizer que, à exceção de filmes de terror, todos os demais me agradavam. Hoje sei que isso não é verdade. Não gosto de comédias escatológicas. Também não consigo me interessar por filmes em que os efeitos especiais e as cenas de violência são a atração principal. Talvez por essa razão, ainda não fui seduzida pelos filmes em 3D. Talvez mude um dia, mas ainda não.

Um gênero de filmes que me agrada são as comédias românticas. Provavelmente porque sou de “Vênus”! Se tiver que escolher entre assistir a um filme de 007 ou a uma comédia bem açucarada, não tenho dúvidas de que ficarei com a segunda opção. A explicação? Porque gosto de rir e sou romântica!

Gostando tanto de comédias românticas, acabei ficando razoavelmente familiarizada com a filmografia de astros e estrelas atuais como Sandra Bullock, Renee Zelweger, Catherine Zeta Jones, Richard Gere, Hugh Grant, Adam Sandler, Drew Barrymore, Julia Roberts… E, amante de filmes antigos, nutro afeição especial por algumas comédias estrelas por Marilyn Monroe, Rock Hudson, Katherine Hepburn, Cary Grant, Clark Gable.

Reconheço que as comédias românticas que tanto aprecio nada mais são do que contos de fada. A sua estrutura apresenta, em regra, o enamoramento, o desencontro e a reconciliação. Exatamente como nas antigas histórias de princesas que eu contava à minha garota, quando ela era ainda criança. E, que me perdoem as muito modernas, mas que mal há em um pouco de leveza, delicadeza, suavidade? Somos todas mulheres contemporâneas, independentes, com liberdade e autonomia de pensamento. Por que não posso gostar de assistir a uma historia de amor com final feliz? Isso me transforma em uma pessoa alienada? Desculpem-me, mas vai ficar assim mesmo, pois, além, de romântica, sou muito teimosa e chata. Como as heroínas dos filmes que me divertem.

Acho um tanto difícil elaborar um ranking com as melhores comédias que já vi, pois cada uma delas entrega o que se espera: uma hora e meia de sonho. Elaborei uma lista, sujeita a alterações, com as minhas comédias românticas favoritas nos últimos 25 anos. Não há uma ordem de preferência, pois são todos filmes deliciosos, recomendados a todos os corações que não endureceram. Se esqueci de algum, completem minha lista nos comentários.

1. Uma linda mulher – Julia Roberts e Richard Gere. Um milionário contrata uma prostituta durante o final de semana que passa em Los Angeles e, é claro, apaixona-se por ela.

2. Como se fosse a primeira vez – Adam Sandler e Drew Barrymore. Como a mocinha não guarda as memórias recentes, o rapaz, para ficar com ela, é obrigado a reconquistá-la diariamente.

3. Como perder um homem em dez dias – Matthew McConaughey e Kate Hudson. Duas apostas opostas: por dez dias, ele tem que sustentar um relacionamento com uma mulher. Ela, por sua vez, tem dez dias para destruir um relacionamento.

4. O casamento de meu melhor amigo – Julia Roberts e Dermot Mulroney. Mais uma vez o título é auto-explicativo.

5. Um lugar chamado Nothing Hill – Julia Roberts (novamente!) e Hugh Grant. Uma estrela de cinema e um tímido livreiro inglês…

6. O melhor amigo da noiva – Patrick Dempsey e Michele Monagham. Em filmes, os amigos sempre descobrem que são apaixonados às vésperas do casamento do outro.

7. O diário de Bridget Jones – Renee Zelwegger, Hugh Grant e Colin Flirth. Os desencontros amorosos de uma heroína gordinha e desastrada.

8. De repente 30 – Jennifer Garner e Mark Ruffalo. Uma menina de 13 anos vê se tornar realidade o seu sonho de ter 30 anos…

9. Casamento grego – Nia Vardalos e John Corbett. A tímida filha de uma tradicional família grega apaixona-se e prepara seu casamento.

10. Alguém tem que ceder – Jack Nicholson e Diane Keaton. Um homem de meia-idade, metido a garotão, se envolve com a mãe de sua namorada, que, por sua vez, é paquerada por um médico bonitão, muito mais jovem do que ela.

11. Simplesmente complicado – Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin. Após muitos anos de divórcio, um reencontro inesperado.

12. O amor não tira férias – Cameron Diaz, Kate Winslet, Jack Black e Jude Law. Duas moças desiludidas trocam de casa no feriado de final de ano.

13. A proposta – Sandra Bullock e Ryan Reynolds. Para não ser deportada, uma editora obriga/chantageia seu assessor a casar-se com ela e garantir sua permanência nos Estados Unidos.

14. O amor é cego – Gwyneth Paltrow e Jack Black. Após ser hipnotizado por um guru, um homem superficial passa a enxergar a beleza interior das pessoas.

15. Tudo acontece em Elizabethtown – Orlando Bloom e Kirsten Dunst. Deprimido com estrondoso fracasso profissional, o rapaz volta à cidade natal para o funeral de seu pai.

Uma ideia sobre “Comédias românticas

  1. Oi Márcia,
    Sempre tenho dificuldade para comentar sobre o texto, quando o tema é cinema.
    O que posso dizer é que também gosto muito de comédia.
    Gosto de assistir qualquer coisa que me faça rir.
    Gosto também quando a comédia é romântica.
    Só não gosto de dramas. Me faz chorar. Não gosto disso!
    Assisti Uma linda mulher.
    Vi outros filmes que gostei e me fizeram rir muito.
    Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 10 =